Qual é a média de salário dos médicos no Brasil?

A média de salário dos médicos no Brasil é um tópico relevante e frequentemente discutido, tanto no contexto da saúde pública quanto na esfera privada. Esta questão envolve diversos fatores, como a região de atuação, a especialização médica, a experiência profissional, e se o trabalho é realizado em instituições públicas ou privadas. Além disso, a variação salarial pode ser influenciada por mudanças nas políticas de saúde, investimentos no setor e pela demanda por diferentes especialidades médicas. Portanto, ao explorar a média salarial dos médicos no Brasil, é importante considerar esses aspectos para ter uma visão mais completa e atualizada sobre o tema.

Recentemente, o Research Center, núcleo de pesquisa da Afya, apresentou um censo inédito sobre o panorama financeiro dos médicos no Brasil, que contou com mais de dois mil especialistas entrevistados.

“Os achados da pesquisa buscam contribuir para a mudança de percepção da figura do médico, da gestão da rotina e de sua trajetória financeira. Buscamos não apenas informar o médico, na comparação do próprio com outras carreiras, como também revelar as oportunidades de apoio a esse profissional no seu dia a dia, especialmente no que se refere a desafios financeiros”, afirma Eduardo Moura, diretor da Research Center da Afya.

Reunimos, neste texto, as informações mais relevantes sobre a remuneração dos médicos do Brasil, de maneira objetiva.

Foto grátis médico de vista frontal segurando elemento médico
o Research Center, núcleo de pesquisa da Afya, apresentou um censo inédito sobre o a média salarial dos médicos no Brasil

Sobre a pesquisa:

A primeira pesquisa relacionada ao tema do Research Center da Afya, foi feita entre dezembro de 2021 e janeiro de 2022.

Cerca de 2.400 participantes foram ouvidos por meio de um questionário online, estruturado com uma metodologia científica reconhecida.

63% dos respondentes têm até 10 anos de formação e mais da metade (50,9%) do total de respostas vieram de médicos especialistas.

O índice de confiança é de 95% e a margem de erro de até 1,99%.

Quanto ganham os médicos no Brasil?

Segundo o estudo, a renda líquida média do médico brasileiro é de R$ 18 mil por mês, aproximadamente.

Em tempo de trabalho, as estimativas contabilizam 52 horas semanais, levando em consideração todos os ambientes de atuação.

Vale compartilhar que os médicos trabalham, em sua maioria, em 2,33 ambientes diferentes. Apenas 29,3% dos entrevistados se dedicam a apenas 1 ambiente (clínica, empresa, ambulatório ou hospital).

“Em relação ao ano anterior, houve aumento na média de horas trabalhadas por semana declarada pelos médicos especialistas: antes eram 48,6 horas/ semana e, atualmente, são 50,4 horas/ semana. Enquanto entre médicos generalistas, houve movimento contrário: eram, em média, 51,9 horas/semana e hoje são 48,7 horas/semana.”

Quais são as variáveis dessa remuneração?

As principais diferenças em remuneração estão baseadas no grau de formação do profissional.

E, para cerca de 74,5% do grupo de entrevistados, o valor oferecido não é justo e deveria ser, pelo menos, 40% maior.

Qual o formato de contrato mais frequente?

51,5% dos participantes trabalham em formato Pessoa Jurídica. Dentre os integrantes desse grupo, a despesa mensal de 33,1% varia entre R$ 5,1 e R$ 10 mil mensais.

Quais os principais comprometimentos financeiros dos médicos do Brasil?

Os gastos fixos (como aluguel, impostos, água, estudo dos filhos e energia elétrica) comprometem a maioria da renda dos médicos. Em números, a parcela representa 71% dos recebíveis.

A pesquisa ainda aponta para o destino das variações entre os pesquisados:

  • Cerca de 63,6% investe, principalmente, em despesas médicas próprias ou de familiares;
  • 47,8% se ocupa mais das dívidas do cartão de crédito;
  • 47% do aluguel de propriedades (incluindo casas e apartamentos);
  • E 36,5% dos médicos compromete a maior parte do seu salário com os gastos relacionados à manutenção dos filhos.

Quanto um médico consegue poupar por mês no Brasil?

De acordo com o estudo, o médico brasileiro consegue guardar cerca de 15% do seu salário mensal.

Vale mencionar que o tema “organização financeira” foi um tópico alarmante. Aparentemente, apenas 29,8% se considera apto completamente a administrar o dinheiro.

Ao responderem sobre por quanto que conseguiriam se manter sem trabalhar, em caso de emergência, 24,4% se garantiria por apenas 6 meses.

Os médicos investem em gestão financeira?

Em resumo, para a maioria, a resposta é não.

A pesquisa considerou que o início da gestão financeira dos médicos tem início nos pagamentos referentes ao curso superior.

Entre aqueles que estudaram em instituições privadas, 35,1% fizeram o investimento integral, ou seja, sem bolsa ou qualquer tipo de auxílio financeiro ou desconto.

82% dos entrevistados indicaram que tiveram o curso pago pelos pais. Dessa maneira, familiares próximos foram apontados como essenciais nesta etapa e seguem como principais fontes de renda.

Quando o assunto é educação continuada, 78,2% dos especialistas afirmaram ter feito algum investimento na atualização de conhecimentos. O gasto médio com isso foi de R$ 8 mil.

Mais algumas informações interessantes (e relevantes):

  • Para 39%, a baixa remuneração das fontes pagadoras é um dos aspectos mais desafiadores da profissão.
  • 32,6% dos respondentes afirmam exercer o seu trabalho sob condições inapropriadas.
  • 42,6% se queixam do grande volume de trabalho.
  • Bons desfechos clínicos são o aspecto mais gratificante para 34,7% dos respondentes. Para 23,5% o mais importante é trabalhar com o que se gosta. E para 19,4%, o reconhecimento dos pacientes é o fator mais determinante para o exercício da medicina.
  • Qualidade de vida e possibilidade de flexibilizar a rotina foram apontados como fatores determinantes para o sucesso profissional.
  • Estabilidade e independência financeira através da conquista de bens (como casas e carros) foram destacados como metas comuns a serem alcançadas.

Descubra também sobre como encantar os pacientes em seu consultório, explorando estratégias de marketing médico. Confira nossos serviços de marketing aqui!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *