Marketing Médico: Tudo que você deve saber

Postado: 8 de julho de 2022

Promover o desenvolvimento de empresas e profissionais que atuam na atividade médica em geral. Essa é a missão da MarketMed – agência de marketing médico, com mais de 20 anos de atuação no Brasil. Dedicada a apoiar e a incrementar o crescimento de profissionais e instituições, potencializa habilidades, explora a potência nos negócios e desenvolve uma filosofia de marketing moderno, ético e personalizado.

Por sua atuação exclusiva na área da saúde em todo o país, a MarketMed se mantém entre as agências de marketing mais renomadas. Figura como referência para diversos profissionais, consultórios, clínicas, hospitais, laboratórios, centros médicos, operadoras e demais instituições de saúde.

A credibilidade da MarketMed não é sem razão. A empresa conta com uma equipe formada por profissionais de tecnologia, jornalismo, publicidade e marketing. Além dos serviços prestados, a agência está sempre aberta a esclarecer dúvidas de seus clientes e demais interessados. 

Logo, reunimos neste artigo as principais dúvidas de nossos clientes sobre o marketing médico, pois podem ser as suas também. Portanto, aproveite as dicas e esteja preparado para desenvolver estratégias de marketing médico para o seu tipo de negócio.

O marketing médico tem especificidades que precisam ser respeitadas para que o trabalho tenha resultados

Nesse artigo você encontra:

O que é marketing médico?

O marketing médico é uma vertente do marketing tradicional. Busca gerar valor e chamar a atenção de novos pacientes e preservar os antigos. Para a construção de relacionamentos sólidos entre médico e paciente, somam-se, aos princípios do marketing, estratégias de comunicação específicas, com o potencial de tangenciar as limitações éticas impostas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

Dessa forma, o marketing médico fornece uma estrutura norteada por teorias, estratégias e técnicas, que podem ser usadas para orientar o trabalho, inclusive, em pesquisas de saúde pública, intervenções e campanhas de comunicação e divulgação científica. 

Assim, podemos afirmar que o marketing perpassa todas as etapas de trabalho do médico ou da empresa de saúde, sendo um elemento fundamental para a divulgação dos serviços e produtos, assim como fornecer informação e interagir com os pacientes e a população em geral.

Como fazer marketing médico?

Primeiramente, o marketing médico reúne as estratégias para a atração e fidelização de pacientes. Porém, é preciso ter atenção para o planejamento de ações, pois o que funciona para um, pode não resultado para outro. Por exigir um olhar personalizado sobre a empresa e objetivos específicos a serem adotados, cada negócio merece e deve sempre ser tratado como único, aumentando, assim, as chances de sucesso.

Um bom planejamento traz grandes resultados para as estratégias de marketing médico

Veja como fazer um planejamento de marketing para o seu negócio

  1. Trabalhe o seu branding e tenha uma marca consistente.
  2. Avalie a experiência on-line do seu paciente.
  3. Crie um site responsivo, ou seja, que funcione bem no computador e em celulares.
  4. Garanta que o site esteja cumprindo as regras de SEO, tais como velocidade, organização, títulos…
  5. Otimize os resultados nos mecanismos de pesquisa, por meio do Google Ads e Youtube, por exemplo.
  6. Faça anúncios gráficos na rede de display do Google.
  7. Aproveite as mídias sociais da forma correta.
  8. Crie uma ficha completa no Google Meu Negócio e peça para seus pacientes avaliarem sempre que possível.
  9. Acompanhe o feedback de seus pacientes a respeito do seu marketing.
  10. Analise as opções também de mídia local tradicional, como televisão (mais em casos de clínicas e hospitais).
  11. Inclua referências médicas em seus planos de marketing (site e redes sociais, por exemplo).
  12. Torne-se uma autoridade em seu campo específico na sua região de atuação e aplique a “tática de guerra”, ganhando mais raio e se tornando autoridade para além da sua localidade.
  13. Monitore suas estratégias de marketing constantemente. Pense que o marketing médico faz parte do seu trabalho, assim como atender seus pacientes.
  14. Audite a resposta de sua recepção às suas iniciativas do seu marketing.

Quanto custa fazer marketing médico?

O custo com o marketing médico equivale ao tamanho do consultório, clínica ou hospital. Ou seja, vai variar de acordo com o fluxo de pessoas envolvidas com o trabalho e com a intensidade e a frequência das estratégias desempenhadas. Entretanto, é possível sugerir o valor de aproximadamente 8 a 10% do orçamento total do médico ou dos administradores de instituições de saúde, para investimentos em ações de marketing voltadas para o negócio. 

Nesse sentido, existem dois gastos, quando falamos especificamente de marketing digital para médicos. São eles: o valor fixo mensal da assessoria e o valor de investimento em campanhas patrocinadas.

O valor fixo destinado à assessoria consiste no custo que o profissional da saúde tem com a agência de marketing, para que ela consiga recursos suficientes para gerenciar as redes sociais, Google Ads, site e outras ferramentas digitais. Esse valor muda de empresa para empresa a ser contratada e pode variar de R$1.200,00, para empresas/agências menos experientes, a R$15.000,00, para empresas mais consolidadas no mercado. 

A princípio, o valor para a criação de um site profissional para médicos e instituições de saúde pode variar, chegando a R$5.000,00 para sites mais elaborados e completos. No entanto, para decidir sobre qual empresa contratar, é necessário analisar as mais renomadas na atualidade e que focam no marketing médico, pois é uma área que requer conhecimentos sobre as leis do Conselho Federal de Medicina (CFM) que precisam ser respeitadas.

Além do valor fixo, existe o valor de investimento à parte nas plataformas de Ads (Facebook Ads, Instagram Ads e Google Ads). Elas são utilizadas para rodar um anúncio em redes sociais e nas redes de pesquisa por palavra-chave. Esse valor equivale a um investimento, ou seja, o valor alocado para essas ferramentas deve ter um retorno maior do que o investido. Em outras palavras um ROI positivo, na linguagem de marketing. 

Um exemplo de fácil compreensão sobre o ROI positivo é o investimento em Google Ads de R$500,00/mês. Após empregar esse valor, é importante que o médico consiga um retorno ainda maior em consultas vindas por esse canal de divulgação. Vale destacar que, além de aumentar o faturamento, o marketing ajuda a melhorar a autoridade do profissional ou da empresa, frente à concorrência. Assim, o marketing pode atrair e fidelizar pacientes, auxiliando no alcance dos objetivos.

Avaliar as métricas mostra o que funciona ou não dentro da estratégia

Como fazer marketing digital para médicos e clínicas?

Para fazer marketing na área da saúde, é importante conhecer as regras determinadas pelo CFM. Caso contrário, o médico ou a instituição de saúde pode sofrer penalidades do órgão. Uma pergunta frequente dos profissionais de saúde é se anunciar os serviços oferecidos na internet é permitido pelo Conselho. E a nossa resposta é sempre a mesma: sim, mas muita atenção às regras, elas existem e devem ser sempre cumpridas!

Além de divulgar pela internet, é consentido utilizar as formas tradicionais de marketing para atrair novos clientes e fidelizar os antigos. Mas, para isso, é necessário conhecer a fundo a resolução 1974/11 do CFM, que contempla as regras para a publicidade médica no Brasil. 

Vale lembrar que ações de cunho sensacionalista, de autopromoção e que evidenciem a Medicina como uma mercadoria são consideradas estratégias abusivas, que ferem o Código de Ética Médico. Portanto, poder contar com uma assessoria especializada na área é fundamental para evitar contratempos em relação ao cumprimento das normas.

Passo a passo para fazer marketing médico na internet de forma efetiva e lucrativa

  1. Tenha um site profissional completo, que passe autoridade e ofereça uma excelente experiência ao usuário.
  2. Utilize as redes sociais para ganhar autoridade e reconhecimento regional em sua especialidade. Instagram e Tik Tok são as que mais têm alcance atualmente.
  3. Faça uma ficha no Google Meu Negócio para aparecer no Google Maps e na rede de pesquisa do Google. É simples e poucos fazem.
  4. Trabalhe o seu LinkedIn com artigos técnicos e autorais. É uma rede social excelente para mostrar autoridade, pois tem um alcance orgânico potente.
  5. Faça anúncios pagos nas redes sociais e no Google, através do Facebook/Instagram Ads e Google Ads (rede de pesquisa, display e Youtube). Essas ferramentas costumam dar excelentes resultados, quando utilizadas com planejamento, organização e objetivo. 
  6. Utilize parte do seu dia para fazer marketing de conteúdo.
  7. Junte o físico com o digital. Para ranquear o Google Meu Negócio nas buscas, crie um adesivo e coloque na sala de espera com um QR Code que direciona o paciente para avaliar o seu consultório/clínica no Google Meu Negócio.

Afinal, marketing médico funciona?

Sob a trincheira ética determinada pelo CFM, o marketing médico tem como função gerar valor sobre o produto, serviço (atendimento) ou sobre a própria marca de um negócio, tendo, como objetivo, a conquista e a fidelização de clientes.

Portanto, o marketing médico é uma atividade que envolve os processos de criação, comunicação, entrega e troca, com a finalidade de agregar valor para os clientes, parceiros e a sociedade em geral. Dessa forma, quando feito de forma correta e ética, o marketing médico torna-se essencial para profissionais de saúde.

Quais são as ações básicas?

Durante a pandemia da Covid-19, o marketing médico com qualidade ganhou destaque. Assim, as agências mais qualificadas no mercado se viram diante de um grande desafio, mas, com muita maestria, conseguiram ajudar no processo de consumo da informação on-line.

Dessa forma, percebe-se que não basta apenas produzir conteúdo para a internet. É preciso que a informação seja verdadeira, clara e que produza sentido para quem busca. E esse, com certeza, foi um grande diferencial de empresas de marketing médico sérias e consagradas no mercado.

Produzir conteúdo de relevância é fundamental para o processo de aquisição de novos pacientes

O que não é permitido no marketing médico?

As regras de divulgação de marketing médico são reguladas pelo CFM. Confira a seguir algumas normas para as ações de marketing médico:

  • Cuidado com a exposição da imagem de pacientes;
  • Toda ação de marketing será de responsabilidade do médico envolvido;
  • O valor a ser cobrado pelo atendimento ou serviço não deve ser divulgado na internet ou por meio de anúncio;
  • Usar equipamentos tecnológicos como forma de atrair pacientes é proibido pelo CFM;
  • Atenção ao tom sensacionalista;
  • Não garanta resultados ao tratamento que não podem ser alcançados, de forma a evitar acusações de propaganda enganosa.

Fazer por conta própria ou contratar uma agência?

A princípio, essa questão precisa ser amadurecida pelos profissionais, de acordo com seus objetivos. É possível realizar ações de marketing por conta própria, mas é preciso avaliar o quanto vale a pena estar sozinho nesse universo, que exige cuidado e dedicação para dar o retorno almejado.

Dessa forma, contar com uma equipe de assessoria especializada em marketing médico pode alavancar os resultados. Assim, médicos e gestores podem se dedicar a outras áreas importantes para o funcionamento do negócio. Além disso, os riscos de punições pelo CFM podem diminuir, evitando ferir alguma regra estabelecida para ações de divulgação na área médica.

Essa reflexão precisa estar presente na mente dos que reconhecem a importância da presença digital e, assim, poder estar no mesmo nível ou melhor que a concorrência. Estamos aqui para ajudar você!

Caso tenha dúvidas sobre marketing médico, solicite uma consultoria digital gratuita com um especialista clicando aqui.

Por MarketMed Consultoria

Publicado por: marketmed

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *