Pular para o conteúdo

Demanda de recursos digitais cresce entre os médicos

Recursos digitais como redes, comunicação à distância, inteligência artificial, internet das coisas, robótica e telemedicina: chegamos ao novo normal.

A internet tornou-se parte integrante do exercício da medicina e a presença digital já se instituiu como um trabalho extra para os médicos e outros profissionais da saúde.

Para pesquisas e atualizações, os recursos online já são muito mais utilizados do que os recursos impressos. Além disso, os atendimentos em telemedicina crescem exponencialmente e os cursos e palestras têm sido muito bem aceitos via plataformas de videoconferência.

Segundo um levantamento feito pelo Centro Regional de Estudos, para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação, ligado ao Comitê Gestor da Internet do Brasil, são notáveis também os avanços no manejo dos dados eletrônicos dos pacientes e no monitoramento remoto dos doentes.

Continue a leitura e descubra como abrir as portas para este novo mundo.

Recursos digitais como redes, comunicação à distância, inteligência artificial, internet das coisas, robótica e telemedicina: chegamos ao novo normal.

Navegue pela matéria:

Invista nas funcionalidades do atendimento remoto

No Brasil, o recurso da telemedicina está regido pela Resolução CFM nº 1.643/2002, que o define como o exercício da Medicina através da utilização de metodologias interativas de comunicação audiovisual e de dados, com o objetivo de assistência, educação e pesquisa em Saúde.

Estão liberados:

  • Teleorientação;
  • Telemonitoramento;
  • Teleinterconsulta

Dentre as maiores vantagens do teleatendimento para os médicos, estão:

  • Redução de custos com os espaços físicos de atendimento;
  • Otimização do tempo e do preenchimento da agenda;
  • Acesso a um número muito maior de pacientes, sem limites geográficos

Para aderir, é preciso conhecer as plataformas disponíveis e atentar para a qualidade do atendimento. Não se trata, somente, de fazer uma videochamada e  conversar com o paciente, como se ele estivesse no consultório.

O ideal é investir em uma boa câmera e um bom microfone e, talvez, ajustar a iluminação do local de onde pretende atender. Também é indicado enviar orientações prévias ao paciente, para que ele garanta um espaço tranquilo e uma boa conexão de internet, antes da consulta. E não se esqueça de determinar como receberá os laudos dos exames do consultante e como fará as prescrições digitais.

Seja encontrado nas pesquisas

1. Tenha um bom site

Ele deve ser responsivo e seguro e seguir um layout estético e organizado, que transmita a mesma sensação que sua clínica transmite.

Além disso, ele pode ser otimizado para os motores de busca, incluindo textos escritos com as técnicas de SEO (ou Otimização Para Mecanismos de Busca).

2. Invista em um jogo estratégico de palavras-chaves relevantes

  • Essa é uma maneira de garantir que você estará na primeira página da pesquisa
  • Empresas especializadas em marketing médico podem te ajudar com isso.
  • Garantir o tráfego para um site completo em informações pode ser o fator chave para a conversão em agendamento.

3. Esteja no Google Maps

Para isso, é necessário criar uma conta no Google Meu Negócio. Essa ferramenta conecta negócios e clientes e ainda permite avaliações.

Esteja presente nas redes sociais

Já que a maior parte dos pacientes ou dos familiares dos seus pacientes está nas redes sociais, é importante que você também esteja.

Através de redes como Instagram, Twitter e LinkedIn você pode criar uma conexão de longo prazo com as pessoas. No entanto, como consequência, o algoritmo pode te ajudar a melhorar o seu alcance, atingindo um público cada vez maior.

Para se diferenciar da concorrência, será importante apostar na produção de conteúdos autênticos, informativos e relevantes para o seu público alvo.

Dessa forma, o buscador consegue te priorizar ao exibir os resultados da pesquisa, posicionando melhor o seu site na busca.

Uma consultoria especializada em marketing de conteúdo pode ser muito bem- vinda.

Experimente soluções baseadas em tecnologia

A tecnologia pode chegar a praticamente todos os setores das mais diversas instituições de saúde.

Avalie o que pode ser útil para você. Alguns exemplos são:

  • Softwares de gestão, que incluem prontuário eletrônico personalizável, controles financeiros, teleconsulta e agendamento online.
  • Prontuários médicos eletrônicos, com segurança garantida e relatórios administrativos.
  • Aplicativos desenvolvidos especialmente para médicos, como o Medscape, que conta com um arsenal de prescrições e artigos focados em saúde.
  • Impressoras 3D, capazes de criar protótipos personalizados e até materializar remédios!
  • Inteligência artificial, para ajudar a detectar doenças mais rapidamente e auxiliar na assertividade das prescrições através de consultas a banco de dados gigantescos.

É a cultura que tem que mudar

Não são só as ferramentas que transformam os cenários da medicina. Portanto, toda a equipe deve estar alinhada às novas propostas de inovação e de desenvolvimento.

Se você, profissional liberal, ou sua organização ainda estão dando os primeiros passos, vale a pena buscar por uma consultoria ampliada e estruturada.

A MarketMed está à disposição para te propor projetos inovadores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *